Relato de Parto: 40 semanas, mudança de Obstetra e um parto normal


IMG-20180226-WA0043

Mae: Elisângela Marchezoni

Bebê: Francesco

Obstetra: Andrea Rebello

Enfermeira Obstetra: Júlia Falcão

Meu maior sonho na maternidade era ter um parto normal. Meu primeiro filho nasceu de cesárea contra minha vontade, mas na época eu não tinha tanto conhecimento sobre o parto normal e humanizado.

Na segunda gestação, já estava mais empoderada no assunto, fiz o pré natal com um médico que desde a primeira consulta, foi avisado que eu queria ter o bebê pelo método normal.  Quando completei 40 semanas, o obstetra sem respeitar minha vontade, me avaliou e simplesmente ignorou  o combinado desde o início e disse: “vamos ter que marcar a cesárea!” Naquele momento eu fiquei paralisada, me senti completamente invadida, passou um milhão de coisas em minha cabeça,  e novamente a mesma cena acontecendo como na primeira gestação! Este tipo de médico simplesmente nos coloca contra a parede, e não tem nenhum respeito por nós que passamos 9 meses idealizando um sonho, que não se tira de uma mulher! Ele me examinou, chamou meu marido antes para “alertá-lo” e colocou na cabeça dele que era arriscado, eu não tinha dilatação, era a segunda gestação e se tentasse induzir, eu poderia ter uma trombose e vir à óbito! O mais interessante é que sou fisioterapeuta, superativa, faço pilates, musculação, treinamento funcional, caminhadas e uma ótima alimentação. Tudo isso eu mantive até o final da gestação, inclusive mandava os vídeos para ele ver e me dizer se podia continuar com aqueles exercícios. Ele olhava e me elogiava, dizia que nunca tinha visto uma grávida tão bem e tão ativa, que eu podia continuar, dizia que minha placenta estava sempre muito bem, achava que poderia ser pelo benefício dos exercícios… mas mesmo assim, pelo fato de entrar na 40ª semana e não ter dilatação e o bebê ainda não ter encaixado, era motivo para não esperar e partir para a cesárea!

Fiquei naquele dia em estado de choque. Chorei a tarde toda. A noite ainda mandei mensagem para ele perguntando se não poderíamos esperar por mais uma semana pelo menos e ele disse bem sucinto: “não! Depois do exame feito hoje, não”.  

No dia seguinte estava decidida, conversei com meu marido e decidimos abandonar o médico e procurar outro profissional. Fomos até a casa de parto para conhecer e ser avaliada, o médico plantonista disse que eu tinha total condição de esperar mais duas semanas e tentar o parto normal. Então decidimos esperar e começamos a traçar uma estratégia para que tudo desse certo. Conversei com algumas amigas e elas me passaram contato de enfermeiras obstetriz, mas nenhuma pegava caso de última hora. Quando conversei com outra amiga que foi doula e expliquei tudo o que estava acontecendo, ela me passou o conato de uma enfermeira obstetriz que cuidava especificamente destes casos por ter passado pela mesma situação em seu parto.

Ela veio como um anjo e nos acalmou e nos deu segurança! Ela iria tentar nos indicar uma médica que me aceitasse, pois eu já estava de 40 semanas e 2 dias de gestação. Normalmente os médicos não querem se responsabilizar por não ter acompanhado a gestação e saber o real estado de saúde da paciente. Mas por uma grande felicidade a Dra. Andréa aceitou marcar um café com a gente pra nos conhecer. Marcamos num sábado à noite, as 19h30 na Starbucks após um curso que ela estava fazendo. Logo que a vi, tive uma ótima sensação e acolhimento. Fiquei muito aliviada já logo de primeiro momento. Conversamos por 2 horas, ela viu todos os meus exames, e ficamos combinadas de nos ver na segunda feira e eu precisava achar um médico caso o bebê resolvesse nascer em um dia em que ela pudesse estar de plantão. Eu já nem pensava e não queria outro médico de jeito nenhum, pois queria que fosse com ela o parto. Me senti muito segura com o acolhimento dela (digo acolhimento porque foi assim que me senti, não parecia uma consulta, parecia que ela tinha sido a médica durante todo o pré natal).

Quando saímos da cafeteria, entramos em nosso carro e eu comecei a conversar com o bebê, eu dizia a ele “filho agora a mamãe encontrou uma médica que a mamãe confia e que vai ajudar você a nascer, se você estiver pronto, pode vir ao mundo, a mamãe e o papai querem muito te ver, estamos te esperando, pode vir se você quiser”. Isso foi as 21h30 do sábado. Passamos na farmácia e compramos óleo de ricino para ajudar na contração (que deu super certo, o intestino funcionou!). Naquela noite, fiquei muito ansiosa e agitada, não conseguia dormir. Assistimos filme, e quando foi 1h30am, eu subi para descansar mas não conseguia dormir. Quando foi 1h50am escutei um barulho. Me lembrei de todas as explicações da Dra. Andréa sobre os sinais do parto e associei…a bolsa rompeu!!! Desci feliz da vida para avisar o meu marido, e aí começou a maior aventura de nossas vidas!

IMG-20180226-WA0041

Avisamos a Dra. Andréa e a Dra. Júlia e ficamos aguardando entre uma contração e outra que tinha intervalo de 10 min. Às 5h a Júlia chegou para ver a dilatação e me avaliar e o bebê também. Tinha pouca dilatação ainda. Voltamos a deitar e esperar  mais um pouco. Às 10h a Dra. Andréa chegou e nada de grandes mudanças! Mas as duas com a maior paciência do mundo, iam nos acalmando e orientando o que eu deveria fazer.

Quando deu 16h, eu a Júlia começamos andar pelo quarteirão para facilitar a dilatação. Combinamos que as 18h iríamos para o hospital e continuar o processo lá. Com a maior paciência e dedicação, as duas profissionais se revezavam e eu e meu marido nos sentíamos completamente à vontade e seguros com elas ali ao nosso lado!

Minha dilatação estava muito lenta, e pela norma do hospital, não podia passar muito tempo com a bolsa rota, então conversamos e foi ministrado ocitocina para aumentar as contrações e acelerar a dilatação. Esperamos mais um tempo, as contrações tinham intervalo de 1m30seg e estava bem forte.  Eu tentei ao máximo aguentar, mas chegou um momento em que eu estava muito cansada. Então a Júlia chamou a Andréa e conversamos e decidimos tomar anestesia para aguentar até o final e poder dormir um pouco, pois não havia dormido a noite anterior por conta das contrações. Com a anestesia, consegui dormir por 2 horas e depois tomei mais uma dose para descansar mais 2 horas enquanto a ocitocina fazia sua função! Após ter dormido 4 horas, a Andréa veio e falou, agora você precisa levantar pra ajudar mais na dilatação, vamos aplicar mais uma anestesia para você aguentar e vai dar tudo certo! Quando estava chegando ao final do tempo da anestesia, eu sentia uma pressão muito forte e precisava ir ao banheiro. Quando fui ao banheiro me lavar, passei a mão para me secar e senti algo diferente! Falei com a Dra. e ela logo veio olhar e disse: “O Francesco está coroando!!!” Foi uma emoção enorme!  Nós três nos abraçamos felizes, eu com o bebê entre as pernas, rsrs, festejando com aquele momento mágico tão esperado!

Chegou o momento em que nós esperamos por nove meses e estava acontecendo como queríamos! Um momento inesquecível!

A Andréa calmamente me perguntou como eu queria que fosse o parto, qual a posição seria melhor para mim com a maior calma do mundo (o que me deixava também muito calma, contribuindo para curtir demais aquele momento). Decidi sentar no banquinho favorecendo a posição de cócoras, e em poucos minutos começa a sair a cabeça do bebê que estava com uma circular de cordão e ela tirou com tranquilidade e com mais três ou quatro respirações, nasce o Francesco onde meu marido com o suporte da Andréa, pega o bebê e o entrega  em meus braços.

Posso dizer que essa é a melhor sensação que uma mulher pode ter em toda sua vida. Eu que tive uma cesárea e depois experimentar toda essa vivência ao lado do homem que amo e que me apoiou em todo momento, posso afirmar com todas as letras que é um momento inesquecível! Ficamos tão felizes e podemos afirmar que todo esse processo aproxima demais o casal. Esses momentos vem e vão em minhas lembranças e todas as vezes que vejo o vídeo, choro de emoção!

Agradeço muito por ter encontrado estes dois anjos que realizaram um sonho e tornaram esse momento tão especial e maravilhoso!

Ficamos tão apaixonados que já estamos planejando o próximo para reviver esse momento cheio de adrenalina, perfeito e mágico da natureza!

Gratidão!

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>