Relato de parto: “Eu troquei de obstetra com 37 semanas de gestação”


Data: 7/12/17
Mãe e autora do relato: Vivian Maurenza
Bebê: Alice
Equipe Humanizada: Andrea Rebello (Obstetra), Suelen de Francesco (Doula) Visiane Batista (Enfermeira Obstetra).
Screenshot_20180224-152701~2
Sou de Santo André, São Paulo, e troquei de obstetra com 37 semanas de gestação. A médica que me atendia até então era ótima, mas eu sonhava em fazer um parto humanizado. Foi então que na reta final acabei encontrando a Dra. Andrea Rebello. Ela é incrível: em poucas consultas conquistou a minha confiança.
Coincidentemente, ela trabalhava junto com a prima do meu marido, a enfermeira obstetra Visiane Batista, que também entrou para a minha equipe de parto humanizado. Só faltava a doula e quando conheci a Suelen, que trabalha com elas, foi amor à primeira vista!
 
Cheguei às 41 semanas e, conforme as instruções da Dra. Andrea, a equipe começou o processo de induções naturais. Finalmente, no dia 7/12/17 acordei às 6h20 com a primeira contração de um ciclo de dez em dez minutos. Já não deveria ir trabalhar pois a Alice tinha dado sinais de que estava chegando! Avisei a equipe pelo nosso grupo no Whatsapp. Fiz cocô (ó o corpo se preparando) e fui tomar banho e as contrações foram aumentando tanto de frequência como intensidade. Logo em seguida a doula chegou, o tampão saiu e a bolsa rompeu. Seguimos para o Hospital São Luiz do Itaim, que fica a aproximadamente 1h da minha casa, e fui o caminho todo sentindo os puxos e vocalizando, em todas as contrações. A doula informava a equipe o tempo todo sobre o meu estado e cuidava de mim, me dando água, fazendo massagem e compressa quente.
Chegando no hospital a Visiane estava na porta me esperando – senti aquela segurança e um certo alivio, pois estava com medo de que meu bebê nascesse no carro. Entrei na salinha de pré-parto, fizeram o exame de toque e constaram que a Alice já estava pertinho de nascer. A equipe chegou e eu entrei na banheira. Visi, cantou uma musiquinha linda chamando Alice para esse mundão. Suelen me abanava, dava chocolate para eu ter energia (já que eu não tinha tomado nem café da manhã). 
Enquanto isso, a Dra. Andrea tranquilizava o meu marido e explicava tudo o que aparecia no TP. Comecei a empurrar e primeiro saiu a cabeça. Fiquei muito ansiosa, pedia ajuda para puxar enquanto não vinha a outra contração. Permaneci fazendo força, senti muita ardência no expulsivo e com a ajuda da Visiane, Alice nasceu às 12h20! Que emoção inexplicável! A melhor sensação do mundo é pegar os filhos nos braços.
Screenshot_20180224-152634~2
Alice parecia que nem tinha percebido que nasceu, estava molinha e bem quietinha, cheguei a ficar preocupada, mas logo que saímos da banheira Alice foi direto para o peito. Enquanto isso estávamos esperando a saída da placenta, porém demorou muito e eu estava perdendo muito sangue. Foi quando a Dra. Andrea decidiu fazer a transferência para centro cirúrgico. Retirada a placenta, precisei levar dois pontinhos e também fazer transfusão de sangue. Infelizmente, nesse momento, eu estava separada da Alice, mas nem sempre tudo sai como planejamos. Refleti bastante e agradeci pelo parto que tive.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>